Devagar é mais rápido, pequeno é maior.

Muito se fala da tendência Minimalista que, inclusive, já foi mencionada em nosso blog. É quase impossível falar de produtividade sem em algum ponto mencioná-la, mas engana-se quem acha que precisa tornar-se e intitular-se um discípulo do Minimalismo para usufruir de práticas inspiradas nessa filosofia.



APRENDER A APRENDER

Por que aprender qualquer uma dessas práticas? O olhar minimalista busca reduzir distrações e simplificar hábitos para melhor performance da nossa produtividade diária, um objetivo geral que contempla qualquer tipo de persona, seja qual for sua rotina.

Então, o que acha de aprender a...aprender? Um dos maiores desafios da atualidade é manter o foco e a consistência. Quantas vezes você iniciou um projeto, um curso para uma nova ferramenta virtual ou a reprodução de uma ideia, que sempre volta para a gaveta? Tente pensar micro.


PENSE MICRO

Micromastery. Este nome complicado (tradução livre: Micro Domínio), criado por Tahir Shah e Robert Twigger, autores do livro ‘Micromastery: Learn Small, Learn Fast, and Unlock Your Potential to Achieve Anything’ (Microdomínio: Aprenda com menos, aprenda rápido e descubra seu potencial em conquistar qualquer coisa), remete à prática da atenção ao domínio de pequenas habilidades que se conectam a um objetivo maior. Parece relativamente lógico focar nos primeiros, pequenos, passos na conquista de um grande objetivo, mas frequentemente nos perdemos no caminho, mergulhados na promessa do resultado final, e não nos concentramos no resultado das etapas primordiais.

“Micromastery é uma auto-contida unidade de ação, completa em si mesma, enquanto conectada a um campo maior.” - Tanmay Vora


FLOW

Habilidades como aprender uma receita de um prato simples pode motivá-lo(a) a aprender novas receitas de níveis de dificuldade gradativamente maiores e, consequentemente, conquistar um bom conhecimento em culinária. Assim como aprender um novo alfabeto pode incentivar um indivíduo a aprender frases comuns do idioma e, assim, obter um bom conhecimento na língua.

Por estes exemplos, percebemos como uma micro atividade pode gerar, não apenas uma conquista pessoal, mas um conhecimento que agrega suas experiências profissionais.


O método mostra-se benéfico à saúde mental e ao controle da atenção, o que é valioso nesta era de excesso de informações. Estudado pelo psicólogo tcheco Mihaly Csikszmentmihalyi, o estado de “flow” é facilmente alcançado em métodos como este. Este estado psicológico é o momento em que, espontaneamente, nos encontramos imersos em uma única atividade. Análogo à práticas como a meditação, que têm sido altamente mencionada em debates sobre como obtermos maior controle do nosso foco em meio a produtividade.


Note que, até mesmo em uma leitura como esta, concentrar-se em primeiramente terminar de ler cada parágrafo por vez, em vez de encarar o texto como um todo, terá uma leitura muito mais fluida e ágil! E assim, estes microdomínios nos provam como podemos obter cada vez mais conhecimento e uma produtividade fluida, sem viver com ideias inacabadas.




© Conceito Comunicação Integrada